21 setembro, 2017

Resenha: Para Amar Clarice



"Não esqueçamos, pois, que ler Clarice é... atravessar com a linguagem nossas zonas mais secretas de silêncio." Emilia Amaral

Autora: Emilia Amaral
Editora: Faro Editorial
Páginas: 157

18 setembro, 2017

Destaques Especiais de Universos Afins

– Bem, é óbvio que eu não tô preparada pra isso! – Ela acenou com o braço ao redor, abrangendo o frio, a fila, a lata de lixo, o bueiro… – E isso não é como eu pensei que seria.      – Como você pensou que seria? – perguntou Gabe.      – Eu não sei… divertido.      – Você tá acampando em uma calçada com estranhos. Por que isso seria divertido?      – Sempre parece divertido. Nas fotos. Tipo, cidades de barracas. Gente se conhecendo na fila e fazendo amizades para toda a vida. Fazendo tatuagens combinando.      – Você quer fazer uma tatuagem combinando com o Troy?      – Você sabe o que quero dizer. – Ela jogou o lenço umedecido amassado no chão. – Pensei que seria uma celebração, tipo, uma maneira de estar super empolgada com Star Wars, com um monte de outras pessoas super empolgadas com Star Wars. Como nas histórias de Troy. Como na época em que todos eles acampavam por duas semanas para ver O retorno de Jedi e terminavam com almas gêmeas e apelidos. As pegadinhas que se prolongavam por dias! As batalhas de sabre de luz!

15 setembro, 2017

Livro da Vez ... Ao Gosto do Chef




Mais uma história da autora Marina Carvalho para o histórico. E mais uma com um enredo simples, fluido e envolvente. E apesar do clichê, ele tem sua originalidade(parece ambíguo isso né?, mas basta estar atento aos detalhes para compreender).
Fernanda é uma workaholic, sabe aquela personagem que não vê o mundo, não vive, não aproveita nada? Pois então, assim é Fernanda, empresária rica, bem-sucedida, que vive na correria e sua maior preocupação é a empresa.
João Marcelo é um chef que acabou de fechar seu estabelecimento(por motivos que não posso contar) e está prestes a sair do Brasil e recomeçar na Itália.


13 setembro, 2017

Lançamentos da Editora Arqueiro - Setembro

Sinopse: Comemorando dez anos de seu lançamento internacional, Querido John continua sendo um dos romances mais bem-sucedidos e amados de Nicholas Sparks, um especialista em tocar o coração dos leitores.Após uma juventude de rebeldia e bebedeira, John Tyree decidiu dar início a um novo capítulo em sua vida e se alistou no Exército. Um ano depois, agora um novo homem, ele retorna a Wilmington, na Carolina do Norte, para passar um tempo com o velho pai.Uma tarde, enquanto admira o pôr do sol da pequena cidade litorânea, ele conhece a garota de seus sonhos. Além de ser linda, Savannah é amigável, de sorriso fácil, um exemplo de boa conduta e altruísmo. Curiosamente, esse contraste de personalidades não impede que um sentimento arrebatador nasça entre os dois.No entanto, John precisa voltar para a Alemanha a fim de concluir o serviço militar. Em nome do amor, Savannah decide esperar por ele, enquanto o jovem soldado promete que, após esse período, vai ficar para sempre ao lado da mulher que conquistou seu coração.O que nenhum dos dois poderia esperar eram os eventos do 11 de Setembro. Enquanto John entra em combate no Iraque, Savannah precisa reunir forças para superar a dor da distância. Nesse cenário de saudade e incertezas, uma simples carta pode mudar a vida dos dois para sempre. Leia um trecho AQUI.

11 setembro, 2017

Destaques especiais de Surpreendente!


Mayla abriu sua lata de suco e os outros três, de cerveja. Levantaram-nas. Cristal começou: — Ao Mágico de Oz, deus supremo da sétima arte. — Ao Senhor dos Anéis, ao Iluminado e aos Bons companheiros — Fit emendou. Os outros três se entreolharam. — Ih, qual é? — Fit recuou o copo e fez um bico. — Cada um brinda a quem achar importante. — Gostei disso... — Pedro ergueu sua lata mais acima. — Um viva ao Cidadão Kane, ao Poderoso chefão e ao Grande Gatsby. Mayla mal esperou a fala de Pedro terminar e gritou: — Ao Exorcista, ao Bebê de Rosemary e a Carrie, a estranha! Gargalhadas histéricas. Cristal recomeçou o brinde, na mesma ordem anterior: — Aos 300, ao Coração valente e ao Rei Leão. — Ao Forrest Gump, ao Taxi driver e ao Blade Runner. — Aos Infiltrados, aos Intocáveis e aos Imperdoáveis. Os três viraram para Mayla e esperaram a pérola. Ela coçou a cabeça, olhou de soslaio e disparou: — Aos sete anões, aos três porquinhos e... Ah, eu sou ruim demais pra lembrar nome de filme. — Ela riu. Aplausos efusivos e assobios ecoaram pelo camping.


06 setembro, 2017

Grupo Editorial Record - Novidades


Sinopse: Ela está na sua casa. Ela está no seu carro. Ela está no céu. Ela está no seu bolso. E agora a tecnologia quer acabar com você.
Uma inteligência artificial é criada: Archos. Em segundos de análise de dados, ela conclui que a humanidade é descartável. A partir disso, ela toma conta de toda forma de tecnologia on-line do mundo. Primeiro, pequenos bugs em equipamentos e programas são percebidos, sem que ninguém perceba nenhuma conexão entre os acontecimentos. Então, no que ficou conhecido como a hora H, Archos lança um ataque total contra a raça humana. Por isso, para detê-la, a humanidade deverá fazer algo que jamais foi tentado antes: unir-se por um objetivo em comum. Leia um trecho AQUI.

22 agosto, 2017

Quoteando Coisas que Ninguém Sabe

Nós perdemos o sono porque a vida nos dá medo e, ao mesmo tempo, nos emociona. Queremos agarrá-la e arrancar-lhe suas promessas, mas temos medo. Tememos que ela nos derrube, que as esperanças sejam decepcionadas, que tudo tenha sido apenas fruto da imaginação. Vocês devem perder o sono pensando no futuro. Não tenham medo. É sinal de que estão vivendo, de que a vida está entrando em vocês.

Alessandro D’Avenia em seu primeiro romance, Branca como o leite, Vermelha como Sangue, o senti buscando inspirações nos potes de tinta, tentando encontrar nas cores tons que definissem cada particularidade da vida de três personagens adolescentes com suas descobertas. Já em seu segundo romance, Coisas que Ninguém Sabe, desde o início percebi em sua escrita uma linda “poesia” de 378 páginas, que narra com perfeição uma história que conta sobre as “coisas” que ninguém ainda vivenciou, por serem etapas que fazem parte do ciclo de vida de todos nós, sem exceção. Iremos presenciar e perceber que ninguém de fato, tem as respostas para tudo.
O romance é narrado em terceira pessoa e é uma leitura envolvente e reflexiva. A trama apresenta-nos um quebra cabeça com histórias que se entrelaçam poeticamente, por isso, sugiro que a leitura seja feita sem pressa e meta para terminar, por conta das construções das emoções conflituosas vivenciadas pela personagem central Margherita e os demais personagens.


Leituras da Paty - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥