21 maio, 2017

Você Viu?...The Killing

Fonte de imagem: Google
"Com convicção suficiente, a verdade é o que disser que é."

Baseada na série dinamarquês Forbrydelsen, a série estadunidense The Killing (2011 à 2014) teve desde o início altos e baixos em suas temporadas, chegando bem próxima de um cancelamento, se não fosse pela intervenção da Netflix da terceira à quarta e última temporada. Achei um tanto estranho esta informação por observar o quanto a cada 45 minutos de episódio é perceptível o quanto a história consegue prender totalmente a atenção. E foi justamente pela Netflix que agora em 2017 pude conhecer a série enquanto procurava algo do meu gênero favorito que é suspense policial.

Assim conheci Sarah Linden (Mireille Enos), uma mulher de pequena estatura, séria, ruiva, de personalidade forte e uma inteligência gigantesca. Seu marcante olhar investigativo sempre me impulsiona a tentar ler o que se passa dentro desse enigmático personagem que pouco fala, muito pensa e sem receio algum demonstra que não gosta de muitas perguntas rsrs... Sua função é desvendar crimes e não responder sobre seu passado, presente, suas opiniões ou quem ela é. Ao lado do seu mais novo parceiro Stephen Holder (Joel Kinnaman) que é tem algumas características opostas dela, nós nos tornamos o terceiro agente na investigação sobre o assassinato da adolescente Rosie Larsen.

Notei que as sequências são lentamente passadas, porém em nada atrapalha o enredo, porque nos diálogos curtos e expressões faciais que os mistérios tomam forma e são dessecados e não se perdem diante de nossos olhos ávidos na busca do assassino que poucas pistas nos permitem. E é nessa interrogação que se multiplica várias vezes durante somente um episódio que eu sinto o frenesi aumentando juntamente com a curiosidade... aí, é inevitável meu caro, leitor, sinto que é necessário assistir mais 4 ou 5 episódios antes que o sol nasça rsrs...

Fonte de imagem: Google

Bem, esta é a minha dica de hoje! Espero que tenham gostado e que venham decifrar esse mistério junto com os detetives Linden e Holder


19 maio, 2017

Grupo Editorial Record -Lançamentos de Maio

Sinopse: Neste novo romance, Danielle Steel celebra as famílias de todos os tipos ao contar a história de três casais muito diferentes, mas incrivelmente reais.As mulheres Barringtons formam uma família atípica: a famosa escritora Florence Flowers é uma viúva cheia de vida que está namorando em segredo um homem 24 anos mais novo que ela. Jane, sua filha mais velha, é uma das maiores produtoras de Hollywood e vive há dez anos com sua companheira, com quem planeja ter um filho. A caçula, Coco, é a ovelha negra da família – trocou a faculdade de direito e o glamour de Los Angeles por uma vida simples numa pequena cidade no litoral norte da Califórnia, onde ganha a vida trabalhando como passeadora de cães. Quando Jane precisa se ausentar por alguns dias, pede à irmã mais nova que fique em sua luxuosa casa em San Francisco para cuidar de seu buldogue. Lá Coco tem uma incrível surpresa. Sem aviso, surge um hóspede: o charmoso Leslie Baxter, um dos atores mais badalados de Hollywood, que está fugindo de uma ex-namorada emocionalmente instável. O mundo dos dois não poderia ser mais diferente, porém a atração entre eles é imediata. À medida que Coco imagina um futuro ao lado de uma das maiores estrelas do cinema e sua mãe e irmã estabelecem vidas inteiramente novas, velhas feridas cicatrizam e novas famílias se formam — algumas delas bem tradicionais, outras nem tanto, mas todas unidas pelo amor. Leia um trecho AQUI.

17 maio, 2017

Resenha: Como Viver Eternamente

“Meu nome é Sam.
Tenho onze anos.
Coleciono histórias e fatos fantásticos.
Quando você estiver lendo isso,
Provavelmente já estarei morto.”
Autora: Sally Nicholls
Editora: Geração
Páginas: 230
Skoob

15 maio, 2017

A Hora da Estrela: Clarice Lispector


Lindas razões me tornaram admiradora desta indescritível escritora e todos os motivos estão somados a uma coincidência, ao amor à primeira lida por esta que me ensinou a mergulhar em minha alma e por último, a paixão intensa pela forma de escrever, que era tão peculiar.

Sua inspiração era vulcânica, sua fala era pouca, tanto que dificilmente alguém da mídia conseguia entrevistá-la, sua expressão facial e corporal chamava muito minha atenção, por isso muitas vezes me via tentando decifrá-la pelos poucos vídeos e muitos textos que pesquisava.

Mesmo sabendo que ela não se encontra mais entre nós, sempre cultivei em meus sonhos algo inatingível: ter Clarice como uma amiga próxima, pela conexão que sinto com suas ideias.

Para mim, explorar sua história sempre ocupava uma posição que está além de um simples passatempo de leitora, na verdade, vejo nesse ato uma necessidade de preencher o vazio que ela deixou na vida de uma fã órfã que sou.

12 maio, 2017

Resenha Jantar Secreto


"Diga-me o que tu comes Que te direi quem és."
Autor: Raphael Montes
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 360

11 maio, 2017

Lançamento Editora Arqueiro - Maio




Lucinda Riley já vendeu mais de 8 milhões de livros no mundo.
Sinopse: Trinta anos se passaram desde que Greta deixou de morar no solar Marchmont, uma bela e majestosa residência na região rural do País de Gales. A convite de seu velho amigo David, ela decide retornar ao lugar para comemorar o Natal. Porém, devido a um acidente de carro, Greta não tem mais lembranças da época em que vivia na propriedade, assim como de boa parte de seu passado.
Durante uma caminhada pela paisagem invernal de Marchmont, ela encontra uma sepultura no bosque, e a inscrição na lápide coberta de neve se torna a fagulha que a ajudará a recuperar a memória.Contudo, relembrar o passado também significa reviver segredos dolorosos e muito bem guardados, como o motivo para Greta ter fugido do solar, quem ela era antes do acidente e o que aconteceu com sua filha, Cheska, uma jovem de beleza angelical... mas que esconde um lado sombrio.Da aclamada autora da série As Sete Irmãs, A árvore dos anjos é uma história tocante sobre amores e perdas, sobre como nossas escolhas de vida podem tanto definir quem somos como permitir um novo começo. Leia um trecho AQUI.

09 maio, 2017

O Poder da Leitura: A Palavra é o meu Domínio sobre o Mundo

"A vida é igual em toda a parte e o que é necessário é a gente ser a gente."

Fonte de imagem: Google


Eu gosto das lembranças, das memórias profundas, porque acredito que é necessário usarmos nossa mente para resgatar algumas faíscas do passado e tentar curar ou nos adequar em certas realidades do presente, passando experiências para quem aguarda ouvir algo de nós, mesmo que tenhamos vivido momentos pesados e tristes, afinal, só crescemos, superamos e buscamos realizar sonhos, depois de subirmos extensos degraus ou nadarmos contra a correnteza da vida. Então, vou lhes contar uma das muitas lembranças significativas que existem e tiveram o poder de mudar uma vida. Em um passado distante um casal havia decidido morar em um local com infraestrutura adequada para que a sua caçula, que é cadeirante, tivesse acesso a escola, morando, obviamente, próximo a escola. Planos perfeitos e muito bem elaborados para inserir sua filhinha “no mundo”, porém, eles pensavam que a sociedade poderia estar preparada para atender o “diferente”, mas, se o olhar, o coração e as intenções não forem voltados para o ser humano, de nada vale as modernidades que se atualizam ano após ano na selva de pedra... E por causa da falta de um olhar especial, aquela criança aos sete anos, não foi aceita na escola, porque não poderia existir contato entre uma cadeira de rodas e as outras crianças “normais”. 

07 maio, 2017

Fique por Dentro: Abril


Como previsto, abril não foi muito produtivo. Li apenas um livro, e não cumpri o desafio do mês que era ler Os Sete. Como eu disse no início do mês, não estava empolgada pra fazer a leitura do gênero.
Vamos aos detalhes:

05 maio, 2017

Nevando em Bali: O Mundo Inverso no Paraíso Tropical


"Bali pode ser o paraíso em um minuto e o inferno no seguinte. Você vive a fantasia, o sonho, mas um dia acorda. E no dia que acorda não sabe onde vai estar, em que tipo de inferno se meteu."

Autora: Kathryn Bonella
Editora: Geração
Páginas: 368
Skoob

03 maio, 2017

Entre o escritor e o leitor há um encontro de almas

Fonte de imagem: Google
“Nasci escritora, nasci leitora…Já na infância, tinha apetite pelas palavras, escritas ou faladas. Olhava os escritores de forma agradecida. Aqueles seres, responsáveis pelos livros de lombadas atraentes e capas coloridas, forravam meu imaginário com feno e sonhos. Livros que me prorrogavam a existência e impediam que caísse nas malhas do banal.”
Nélida PiñonAprendiz de Homero

Através dos livros, das crônicas, das reflexões em sites e diversas outras publicações, comecei desde muito cedo a perceber pesos e levezas nascidos em mim através de cada texto que me deleitava. Na leveza, os textos me mostravam, por exemplo, que as chuvas são lindas e transmitem alegria, assim como um dia de sol…… pesavam quando me despertavam para os descasos da vida que infelizmente, às vezes, fugimos sem tentar resolver. Nas utopias, no surreal e também nas verdades rasgadas, os textos sempre me trazem uma visão transformadora e surpreendente. A cada leitura tenho respostas inesperadas e muito bem recebidas nos pontos necessários de cada momento que passo. É bem verdade que em uma mente leitora há inquietações. Isso acontece porque sempre buscaremos na leitura, algo que consiga mudar nossos pensamentos e as nossas perspectivas da vida, que em alguns momentos não nos surpreende mais ou não nos transmite forças para prosseguirmos. Eu pelo menos estou sempre lutando para desplugar meu conector das coisas, daquilo que não me conforta, nem acrescenta. Deleto arquivos desnecessários que sobrecarregam a minha memória com conflitos vividos no contato comigo mesma e com os outros.

Leituras da Paty - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥