20 abril, 2012

Resenha Nunca Diga Adeus

   Bom, esse livro  foi o lançamento do mês de março da editora arqueiro que gentimente me cedeu esse exemplar para resenha.
   O livro me atraiu logo de cara, pela capa que julguei combinar com o título, então foi uma atração instantânea. Já logo imaginei o desespero dos pais tendo seu precioso filho sequestrado, imaginei um drama daqueles de cortar o coração e me levar as lágrimas, mas conforme a leitura foi correndo percebi que tratava de um suspense policial, mas nem por isso minhas expectativas foram em vão.


Sinopse: Tudo parece em ordem quando a van do acampamento Arno chega para buscar Sarah em casa. De férias da escola, ela está ansiosa para aproveitas o verão com sua melhor amigo Linda.
Lena, a mãe de Sarah, está apreensiva por ela passar tanto tempo longe de casa, mas sabe que a menina vai se divertir e ficar bem. Além disso, o relacionamento com David, seu marido, não está nada bom e, enquanto a filha estiver fora, ela pretende resolver as questões que fizeram com que os dois se afastassem.
Quando a van do acampamento chega, Lena se surpreende com a tranquilidade da filha, que não derrama nenhuma lágrima ao se despedir e segue feliz para pegar as outras crianças. Mas Sarah mal pode imaginar o que a espera.
Depois de 15 minutos, uma segunda van - essa, sim, a verdadeira - aparece para buscar a meninas. Ninguém conhece o motorista da primeira e Lena se vê diante do pior pesadelo de qualquer mãe: sua filha foi sequestrada. Além de Sarah e Linda, mais dois meninos são raptados, deixando quatro famílias à beira do desespero.
Devastada pela culpa e preocupada com a ausência inexplicável do marido, Lena se une aos outros pais para tentar descobrir qual a melhor estratégia para trazer os filhos de volta para casa.
Enquanto a polícia tenta distinguir a verdade da mentira nos relatos contraditórios e depoimentos inconsistentes, fatos estarrecedores vem à tona, revelando que, para algumas pessoas, os fins justificam os meios.
                _______________________________________________________________




Uma ideia geral do livro:

   Lena está um pouco tensa com a primeira viagem da filha Sarah de 9 anos,sua única filha. Ela busca organizar e preparar tudo, para que nada saia errado, tudo tem que dar certo nessa primeira aventura de Sarah longe dos pais.
  Com  a inesperada e repentina ausência do marido( o casal está em crise e o marido anda distante nos últimos tempos),  Lena se vê sozinha quando chega o momento de entregar a filha ao monitor que foi buscá-la com minutos de antecedência. Sarah confiante entra na van e vai tranquila.
  Alguns minutos  depois a verdadeira van da colônia de férias chega para buscar Sarah, e para seu desespero Lena percebe que fora enganada, que a van anterior não pertencia a equipe do acampamento, que eram pessoas desconhecidas ...sua filha foi sequestrada. E junto com Sarah mais 3 crianças, mais 3 famílias foram enganadas.
  Quatro famílias passavam por esse drama, todas distintas uma da outra: uns muito bem de vida, outro nem tanto e ainda tem aquele que está a beira do desespero.
  Com a ajuda da polícia e do FBI os casais são reunidos para início das investigações.

  Confesso que esse tipo de leitura não me atrai, não sou chegada a suspense e nem de ficar bancando a detetive, não gosto de policiais, investigações, mas consegui  levar a leitura de uma forma que me surpreendeu,  a história prende demais nossa atenção, e a curiosidade em saber quem está por trás dessa armação não permitiu que eu largasse o livro.  Para  aqueles que curtem o gênero com certeza vão adorar, e encontrar muito suspense e surpresas nessa história.

   Os sequestradores sempre tomam os devidos cuidados eliminando todo e qualquer rastro, mas até mesmo os mais experientes comentem pequenos deslizes.
   A história é narrada do ponto de vista hora das famílias atingidas (porém focando em Lena nossa personagem principal),  hora pelos  sequestradores, hora pelas crianças sequestradas, e isso nos dá uma boa visão de todos os lados da história e nos leva a tentar decifrar quem é o verdadeiro mandante desse  sequestro.

   Um ponto que me atraiu no livro foi a personagem sequestrada, Sarah, com apenas 9 anos me surpreendeu com todo sua segurança e liderança, sempre à frente, tomando decisões, e incentivando as outra crianças, mesmo que por dentro estivesse cheia de medo(fofa demais.)

   O livro é quase que totalmente narrado, com  a existência de poucos diálogos(diria que os diálogos são breves, curtos), a princípio foi um pouco  cansativo, mas com o andar dos fatos, com o desenvolvimento da história,  o instinto investigativo foi desperto e fui me envolvendo...passei as página tentando descobrir o causador de tanto transtorno e dor. E o final foi surpreendente e emocionante.

  Uma  parte interessante é quando o autor nos mostra como o amor de mãe pode superar a distância pra se fazer presente, a ligação que existe entre mãe e filho, o cordão invisível que sempre manterá uma sincronia, não importa a distância, esse amor incondicional é maior que tudo.

   O foco do livro não é somente o sequestro, tem os problemas conjugais que Lena e David enfrentam, que por sinal pretendiam resolver durante as duas semanas que Sarah ficaria fora, mas o imprevisto mudou os  planos do casal.

  Nunca Diga Adeus é muito bom , aconselho a leitura, esse é o primeiro suspense de Doug  Magee, que já escreveu livros infantis. Então não perca a chance, assim que tiver a oportunidade leia.


19 comentários

  1. Adorei!
    Eu já tinha me interessado por ele.. sou mãe e imaginei que iria chorar horrores com o sofrimento da mãe de Sarah!
    Agora, com sua resenha, que ficou um espetáculo, me vejo obrigada a comprá-lo!!! Ui minha estante PRECISA deste livro... hehehehe

    Beijos Paty!

    ResponderExcluir
  2. Paty a capa mesmo não me chamou atenção de jeito nenhum, mas a sua resenha sim, eu gosto de livros policiais, achei fascinante a hstória e me recordei de um livro que li chamado Palavras Envenenadas, que é muito bom e tras a temática de sequestro também. Fiquei curiosa e claro, assim que tiver a oportunidade quero devorar esse livro (contudo creio que vá demorar)

    bjs
    Camila Márcia
    @camila_marcia
    http://delivroemlivro.blogspot.com/
    http://devaneiosfugazes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Não é o tipo de livro que gosto pq Policial não é comigo,,porem qdo vc diz "a ligação que existe entre mãe e filho, o cordão invisível que sempre manterá uma sincronia, não importa a distância, esse amor incondicional é maior que tudo." já tá na lista pra ontem!!

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Já tinha ouvido falar desse livro, e ele já tinha chamado a minha atenção, gosto bastante desse gênero literário. O enredo e interessante e sua resenha me deixou com mais vontade ainda de ler esse livro.
    *bye*

    loucaporromances.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Amei Paty *-------* Fiquei louca pela Editora Arqueiro depois que li Agua para Elefantes, amei demais aquele livro, capa perfa, história divertida e profunda... Pela sua resenha me apaixonei demais, eu adoro suspense, sou louca por Agatha Christie, e gostei demais do Harlan Coben, fiquei muito empolgada, gostei bastante da capa e sou muito emocional, adoro essas histórias que mexem com aquele lado sensível da gente, como ''O que eu faria se uma pessoa que eu amo sumisse e eu não soubesse onde ela está?'' Me emociono demais *----*

    daniviolino@hotmail.com
    @danielehon

    ResponderExcluir
  6. Eu adoraria ler e bancar a detetive, amo isso. Nunca vi um livro assim e espero ler logo. Quando a Arqueiro divulgou eu não tinha me interessado, mas agora estou doida para ler.

    Bianca
    Um Universo Fantástico

    ResponderExcluir
  7. Amei a resenha!
    Quando esse livro lançou, também fiquei interessado. Mas, fiquei um pouco receoso. Li ultimamente uns livros policiais muito mal escritos e fiquei com medo desse livro também ser assim, já que é o primeiro suspense do autor. Quem sabe algum dia eu o leia.
    Abraços Paty!

    http://livrosempauta.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Amei a resenha!
    Quando esse livro lançou, também fiquei interessado. Mas, fiquei um pouco receoso. Li ultimamente uns livros policiais muito mal escritos e fiquei com medo desse livro também ser assim, já que é o primeiro suspense do autor. Quem sabe algum dia eu o leia.
    Abraços Paty!

    http://livrosempauta.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Pelo jeito o Doug Magee gosta de escrever assuntos que envolvam crianças né hehe
    Pareceu um suspense policial bem tenso, já que envolve crianças, várias delas né, e os seus pensamentos.
    Parece interessante sim, gostei da resenha, apesar desse livro não estar na minha prioridade de leituras (tantos que eu quero ler).

    beijoos,
    Aninha
    True-Insights

    ResponderExcluir
  10. Oi Paty já me disseram que esse livro é muito bom e depois de ler sua resenha fiquei mais curiosa ainda pela leitura do livro.
    BjOs!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Paty!!

    É a primeira resenha que leio desse livro e me interessei muito! Acho que é o tipo de suspense que eu gosto. Não me parece ter cenas violentas (é isso que normalmente de incomoda).

    Lerei se tiver oportunidade.

    Ju
    entrepalcoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Que legal!
    Gostei da história do livro!
    Vou colocar na minha lista de leitura

    Renata
    http://escutaessa.blogspot.com/
    http://www.facebook.com/BlogEscutaEssa
    @blogescutaessa

    ResponderExcluir
  13. Oi Paty!
    Este é um dos livros que está em minha lista de desejos desde que vi no pré-lançamento.
    Me interessei muito pela história e ainda não tinha lido nenhuma resenha dele apesar dele ter sido lançado em março.
    Eu sou daquelas que compra livros pela capa e essa na minha opinião juntou foto e título.
    Espero que logo ele saia da minha lista de desejos e passe a "morar" em minha prateleira.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Adorei a sua resenha, mas o livro não me interessa muito.
    Sou fascinada por capas e não gostei muito dessa.

    ResponderExcluir
  15. Ansiosa por esse livro, o meu ainda não chegou, parece ser muito bom.
    Eu adorei a capa tbm.

    ResponderExcluir
  16. Oi Paty, me interessei pelo livro, ainda mais que essa história de bancar a detetive é comigo mesma, adoro um suspense, e se tu que não gosta desse tipo gostou, imagina que que adoro, parece ser uma boa leitura!

    Um beijão
    Lara - Magia Literária

    ResponderExcluir
  17. Virginia de Oliveira07/06/2012 02:24

    Com certeza quando tiver a oportunidade irei ler esse livro, ele parece ser muito bom e depois que li a sua resenha fiquei bastante curiosa.

    ResponderExcluir
  18. Ja esta na lista de desejados!Adorei a sinopse e parece intrigante.
    Bjus
    Fabianne

    ResponderExcluir
  19. Paty,
    Te confesso que tenho muito interesse nesse livro, muito mesmo... se eu pudesse, participaria da nossa promoção para poder ganhá-lo...
    Maaaas, como tudo tem um masss nessa vida, tenho medo... chorei horrores com o Diário de Suzana para Nicolas, mas com esse, acho que vou chorar litros e litros ao ler o desespero dessa mãe...

    Ui, será que meu coração aguenta?

    Beijos
    Chrys

    ResponderExcluir

Não deixe de comentar,a sua opinião é muito importante. Agradeço a sua visita.


Leituras da Paty - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥