13 abril, 2012

Resenha Para Sempre

Por Helana ( In the sky - Petites)



  Filme e Livro: Para Sempre.


  Olá leitores do Leituras da Paty, tudo bem com vocês?


  Antes de mais nada quero falar sobre essa tag “Livro e Filme” – crie ela lá no meu Blog há muito tempo, onde eu faço resenha de livros que viraram filmes!!!
 Tem tempo que não assisti mais nenhum filme que virou livro e valia a pena escrever sobre, mas quando terminei de ler Para Sempre senti que esse poderia ser uma ótima resenha.
 Vamos lá?


Sinopse:
A história que inspirou o filme (Kim e Krickitt Carpenter)

A vida que Kim e Krickitt Carpenter conheciam mudou completamente no dia 24 de novembro de 1993, dois meses após o seu casamento, quando a traseira do seu carro foi atingida por uma caminhonete que transitava em alta velocidade. Um ferimento sério na cabeça deixou
Krickitt em coma por várias semanas. Quando finalmente despertou, parte da sua memória estava comprometida e ela não conseguia se lembrar de seu marido. Ela não fazia a menor ideia de quem ele era. Essencialmente, a "Krickitt" com quem Kim havia se casado morreu no
acidente, e naquele momento ele precisava reconquistar a mulher que amava.


Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630083
Ano: 2012
Páginas: 144
      _____________________________________________________




  Quando você lê um livro que te surpreende, não pela história, mas pelos fatos reais, fica difícil escrever o que a gente sente.
  Posso adiantar para vocês queridos leitores que o livro Para Sempre não é uma história de amor – histórias de amor pra mim é aquela coisa da moçinha indo embora e moçinho corre atrás dela no aeroporto.
  Não foi isso que acontece com Kim e Krickitt Carpenter, a história deles passou de amor para superação, o que nos deixa muito mais envolventes.

  O livro é fino e resumidamente ele conta como Kim e Krickitt se conheceram, como esse amor brotou no jovem casal, as dificuldades que tiveram no começo – pois eles moravam em cidades diferentes e como na época não existia internet e nem e-mail a coisa era mais antiga, mais bonita: telefone e cartas SEMPRE!
  Enfim, eles se casaram e pouco tempo depois um trágico acidente deixou  Krickitt gravemente ferida ficando um bom tempo em coma e quando acorda... Não se lembra do marido.


  E aí que toda a batalha de Kim começa. Ele além de ajudar Krickitt com todo o tratamento, ele precisa recuperar o amor dela.
  Algumas partes do livro cheguei a chorar. A frustração de Kim perante o problema de sua esposa, dela agir como criança e não se lembrar dele é duro.
  Kim Carpenter ficou o tempo todo ao lado dela, nos momentos que estava bem, nos que ela estava com ódio dele. A persistência desse homem fez toda a diferença para a história dele ser um exemplo de vida hoje!


  Acho que Para Sempre não deve ser apenas indicado – ele tem que ser lido.    São raros os livros que lhe traz uma mensagem de superação tão bonita quanto a desse casal!
 Leiam Para Sempre, tenho absoluta certeza que Kim e Krickitt Carpenter vão lhe ensinar alguma coisa de bom!





“Tenho alguns vislumbres da minha vida de pouco antes do acidente, mas meu coração não tem essas lembranças....
Eu quero ter a lembrança de um vestido branco longo, e do momento em que meu pai me conduz até o altar. Quero saber qual é a sensação quando isso acontece....”
Pág 120.

     ________________________________________________________

Para Sempre (The Low) – filme.

  Page (Rachel McAdams) e Leo (Channing Tatum) viviam uma linda história de amor, mas um grave acidente de carro provocou uma grande mudança em suas vidas. Afinal, mesmo estando casados, ela não consegue se recordar de nada e muito menos ter algum tipo de memória sobre o relacionamento deles. Agora, resta para Leo a missão de reconquistá-la novamente para que possam então viver o romance que sempre desejaram. Baseado em fatos reais.






  Aviso: SE VOCÊ É AQUELE TIPO DE LEITOR QUE QUANDO LÊ UM LIVRO ASSISTE AO FILME E TEM A MANIA PERTURBADORA (ME PERTURBA MUITO ESSE TIPO DE ATITUDE, ME DESCULPEM), DE FICAR FALANDO MAL, FALANDO QUE O LIVRO É MELHOR QUE ISSO E AQUILO E RESUME UM TRABALHO ÁRDUO EM UMA PALAVRA: RUIM. PODE PARAR POR AQUI, OK?  


  O filme Para Sempre é muito diferente do livro, digo diferente em todo o contexto, história, personagens, vida deles, família, etc.
  Page é uma linda artista plástica que conhece Leo, um jovem produtor musical na fila do que me pareceu um Detran. Meses depois eles se casam e na saída de uma sessão de cinema um caminhão bate atrás do carro de Leo, como ela estava sem cinto de segurança, é arremessada para frente parando no capô do carro.
  A história começa mesmo depois que ela acorda e não lembra mais dele, ela lembra que fazia faculdade de Direito, morava com os pais e namorava outra pessoa.
  Isso tudo frustra Leo, ele acaba caindo de pára-quedas em uma família tradicional com um pai egoísta, acaba descobrindo que a vida de Page antes dela ser uma artista, era muito certinha.

  Eu gosto defender muito livros que viram filmes. São sempre muito bem feitos, roteiros são bem elaborados, sem falar que existe todo um cuidado para não deixar muitas partes do livro passar em branco, lógico existe detalhes que não são colocados que nos frustram, mas isso é questão de ser um bom roteirista.

  Para Sempre me frustrou um pouco porque não dá para dizer que aquele livro que li virou um filme, totalmente diferente, a história é outra, os personagens são outros. Um exemplo que posso ressaltar a vocês são os pais de Krickitt – no livro são pessoas fortes e maravilhosas. Já no filme os pais de Page são no mínimo mesquinhos.

   Porém essa diferença não significa que o filme seja ruim. Muito pelo contrário a essência do livro que é toda a superação do casal existe no filme. A persistência de Leo em ter Page de volta, de fazer parte da vida dela.
   Ela muda muito depois do acidente – tudo isso está muito claro no filme, chorei inclusive um pouco, pois quando você sabe que é baseado em fatos reais sempre tem aquela emoção aflorando na gente.

  Se você leu o livro não aconselho assistir o filme. Se viu o filme não leia o livro. Certamente alguém vai se frustrar muito e vai chamar de ruim!





video

É isso aí galera um beijo grande.

13 comentários

  1. Eu confesso que estava muito ansiosa por sua nova resenha! rsrsrs

    Sinceramente, sabendo disso não me arriscarei a ver o filme, para não correr o (grande)risco de falar mal!

    ótimo post, como sempre Helana!

    Beijos
    Chrys
    http://todaaliteraturadomundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Helana, eu li o livro e putz... AMEI, CHOREI e se tornou FAVORITO meu, e tipo assim, eu tenho um problema com adaptações são raras as vezes que elas superam as minhas expectativas, geralmente eu fico frustrada, mas mesmo assim eu gosto de assisti-las, sempre que leio um livro que sei que tem adaptação cinematográfica faço o possivel e o impossivel para assistir.
    E, mesmo sabendo que a adaptação é diferente eu vou assistir Para Sempre, vou assistir sem grandes expectativas, pois no próprio livro Kim afirma que a adaptação é diferente da história deles, mas que não é ruim... então é isso.

    Abraços!
    Camila Márcia
    @camila_marcia
    http://delivroemlivro.blogspot.com/
    http://devaneiosfugazes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Vamos lá, primeiramente não acho que filmes de livros sejam ''ruins'' as vezes só não me agrada aquela história, por não ser a história que eu gosto. Maaas adoro romances, e gosto de chorar um pouco com livros e filmes também :D
    Não tinha vontade de ler o livro mas você fez parecer tão bom xD
    No entanto gosto de assistir o filme antes de ler o livro, aí acabo gostando do filme como algo separado, e não uma tentativa de reproduzir o que li. Diários do Vampiro gostei mais da série do que dos livros, e olha que pra mim isso é raro xD

    Vou assistir, depois ler, aí volto aqui e conto ^^


    daniviolino@hotmail.com

    @danielehon

    ResponderExcluir
  4. Oi Paty,

    Gostei da sua resenha porque você consegui não desmerecer o filme, apresentando fragilidades e condicionando a dois mundos diferentes, ou seja, cada um com o seu olhar.

    Beijos.

    Lu
    www.lucianasantarita.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Puxa, assim pelo menos já fiquei preparada. Não sabia que tinham mudado totalmente a história pra fazer o filme, mas agora que sei pelo menos se eu assistir terei expectativas diferentes.

    Aliás amei o livro por ter olhado pra ele com a perspectiva certa também. Como você, eu acredito que todo mundo deve ler. O problema é que as pessoas começam a leitura esperando um romance e se decepcionam. Quando a gente aceita que o livro tem um objetivo maior, que quer mostrar ao mundo uma história de fé e superação, a leitura flui. É só não lutar com ele.

    Ju
    entrepalcoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Amada,que resenha linda,quero tudo:
    ler o livro,ver o filme e deixar todos esses sentimentos tomar conta de mim,beijos.
    Luciane Oppelt
    @lucianeoppelt
    abenssoada_oppelt@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. Meninas o filme e o livro ambos tem suas belezas, vale a pena viu?
    Ler o livro assistir o filme, mas sem esperar coisas semelhantes.
    Que bom que curtiram a resenha fico feliz ♥

    ResponderExcluir
  8. Esse livro deve ser muito bom!
    Com certeza vou ler o livro e ver o filme ;)

    Renata
    http://escutaessa.blogspot.com/
    http://www.facebook.com/BlogEscutaEssa
    @blogescutaessa

    ResponderExcluir
  9. Ainda não vi o filme, mas há poucas semanas li o livro e adorei a história dos Carpenter.
    Sem dúvida é uma grande lição de vida para todos nós.

    ResponderExcluir
  10. Comprei o livro, mas ainda não li, parece ser lindo!
    Depois quero assistir o filme, parece ser emocionante!!!!

    beijos
    Lara - Magia Literária

    ResponderExcluir
  11. Virginia de Oliveira07/06/2012 02:42

    Tenho o livro mais ainda não li ele, agora acho que não assistirei ao filme porque se eu ler o livro e gostar e for assistir o filme e minhas expectativas não serem satisfeitas ficarei muito decepcionada com a adaptação.

    ResponderExcluir
  12. Eu fiquei pensando bastante no fato das comparações...
    Na verdade acho que assisto aos filmes muito mais pela materialização da personagem que ao fato de comparar as histórias... preciso as vezes de detalhes que escapam, por falha minha mesmo de imaginação...kkkkk

    Beijso
    chrys

    ResponderExcluir
  13. Bem...não assisti o filme, mas tenho o livro e sinceramente não gostei. Achei que era por o livro ser resumido, mas pelo visto não é isso, ele é fininho mesmo, com pouquíssimo diálogo, e parece que o narrador (que é o pernonagem) ta contando a história correndo e resumidamente. Enfim...não foi nem de longe o que eu esperava. Mas é assim mesmo, uns gostam outros não.

    ResponderExcluir

Não deixe de comentar,a sua opinião é muito importante. Agradeço a sua visita.


Leituras da Paty - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥