18 março, 2013

Lançamentos Editora Leya









Sinopse
“Este livro foi pensado para as mulheres, de todas as idades, que sonham alto e querem alcançar uma carreira de sucesso. Para você, uma mulher que quer prosperar, avançar em direção ao topo e alcançá-lo.
Ele traz as principais informações que as mulheres precisam saber para serem bem-sucedidas. Fatos que eu gostaria de ter conhecido nos meus 15, 25 ou até mesmo aos 35 anos. Acredito que consegui conquistar muita coisa na vida. Se, no entanto, soubesse tudo o que está aqui antes, teria conquistado muito mais.
Contudo, este livro não é apenas para aquelas que desejam comandar grandes companhias. Para algumas mulheres, sucesso significa ser uma empreendedora, uma grande acadêmica ou chegar ao topo no universo das organizações sem fins lucrativos. Para outras, no entanto, sucesso significa voltar a trabalhar depois de um longo período dedicado aos filhos.
Se você está na escola, na universidade, em pleno desenvolvimento profissional, ou até mesmo aposentada, e se pergunta se esperou demais para buscar o sucesso, as lições contidas neste livro são fonte de inspiração. Não existe um momento específico na carreira que precise de mais ou menos ajuda e apoio – em todas as idades e etapas, as mulheres se saem melhor quando têm as ideias certas, o foco adequado e recebem bons conselhos.
Espero que este livro forneça esses elementos a você.”
Preço: R$ 29,90






Sinopse
O sucesso sustentável que muitos líderes e empresas apresentam hoje está, paradoxalmente, sendo produzido no que se provou ser o ambiente de menor confiança em anos, senão em décadas. Confiança Inteligente expõe as cinco ações que Stephen M. R. Covey e Greg Link, seu sócio de longa data, estão adotando para prosperar, contra todas as probabilidades, nas mesmas circunstâncias que provocam o fracasso de muitos outros.
Com prefácio de Indra Nooyi, presidente do conselho de administração e CEO da PepsiCo. Este é um livro indispensável a quem quer vencer na vida e nos negócios, independentemente no contexto e dos ciclos econômicos.










Nascida no final do século XIX, proveniente dos trabalhos de Sigmund Freud, a psicanálise é uma teoria sobre a mente humana. Com o objetivo de ser o instrumento para tratamentos e pesquisas, a disciplina explica – ou tenta explicar – “o papel dos desejos, dos instintos (...) do inconsciente”, segundo palavras do próprio Freud. A editora LeYa lança em março “Entendendo Psicanálise”, novo livro da coleção Entendendo. Nesta obra, Ivan Ward e Oscar Zarate, fazem um estudo sobre a Psicanálise e respondem com praticidade todas as possíveis dúvidas sobre a disciplina que teve como “pai” o médico Sigmund Freud. O início dos estudos e definições foram conturbados, mas, hoje, muitos desses conceitos são assuntos comuns no nosso dia a dia: satisfação do desejo, libido, rejeição, ego, id, superego, entre outros meios de compreensão do irracional humano, são parte integrante do que entendemos por psicanálise. O estudo, que faz parte da psicologia, serviu para mostrar, portanto, que nunca sabemos tudo sobre nós mesmos e que nossos conflitos, crenças e ideais compõem o oculto da mente, nos transformando naquilo que nós somos. Depois de estudar Freud, Jung, Slajov Žižek, Teoria Quântica, as principais vertentes da Filosofia e Psicologia, chega às livrarias um novo volume desta premiada coleção que explica, de forma prática e rápida, com elementos de referência pop, todos os principais estudos e nomes da humanidade.
Preço: R$: 34,90


“Talvez tenha sido eu. Foi minha mãe que morreu há pouco, com um pouco de mim. Ou talvez tenha sido muito.”
A morte é uma das poucas coisas que o ser humano não entende, tampouco pode explicar, mas precisa suportar. Perder um ente querido pode ser uma ferida que jamais cicatriza, uma dor lacerante que nunca ameniza, mas perder a mãe – aquela pessoa ligada a você por laços inquebráveis, pela beleza dos gestos e pelo amor incondicional – é um vazio que nada, nem mesmo o tempo, podem preencher.
“Quem não daria um pedaço de si para salvar a vida de quem lhe carregou na barriga e lhe gerou, num sacrifício que é a gestação, os primeiros meses, a dor no peito, a perda da privacidade e a doação infinita de amor que é a maternidade?”
Dizem que uma mãe jamais deve enterrar um filho, mas um filho não pode suportar a morte da mãe. Para Paula essa dor foi um caminho longo e cruel. Sua mãe sofria de uma doença crônica, e por complicações, precisou de um transplante de fígado, – Paula era compatível, uma ligação única de mãe e filha – mas o organismo debilitado não aguentou.
“Eu não encarei o sepultamento. Olhei para o chão, derrotada. Sairia gritando, chutando o mundo, se tivesse saúde. Mas quando a perplexidade e a tristeza são muito grandes, ficamos em silêncio. Não dá para gritar. Falta espaço, vontade, coragem, voz. Não há necessidade, ninguém irá ouvir. Ou melhor, todos escutarão, menos aquela para quem você grita.”
Apesar de todo sofrimento, foi no momento mais obscuro de sua vida que Paula encontrou a poesia nas pequenas coisas do cotidiano, seja na beleza da cidade de São Paulo, fria e acolhedora ao mesmo tempo, nas conversas descontraídas com D. Maria Emídia na praça ou no convívio com Astor, seu fiel amigo e alívio para as horas de solidão. Quando a vida parece perder o sentido é quando começamos a enxergá-la com mais clareza, “Tudo que mãe diz é sagrado” é uma celebração da verdadeira arte que é viver.
Preço: R$ 39,90

2 comentários

  1. não tenho nenhum livro dessa editoraa o/
    kk mais gostei dos tituloss o/
    acervo-de-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Gostei dos livros parecem ser bem legais!

    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa
    http://www.facebook.com/BlogEscutaEssa
    @blogescutaessa

    ResponderExcluir

Não deixe de comentar,a sua opinião é muito importante. Agradeço a sua visita.


Leituras da Paty - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥