03 setembro, 2013

Resenha A Menina que Semeava




Sinopse - A Menina Que Semeava - É preciso noite para surgir o dia. - Lou Aronica

Chris Astor é um homem de seus quarenta e poucos anos que está passando pelo mais difícil trecho de sua vida. Ele tem uma filha, Becky, de 14 anos, que já passou imensas dificuldades até chegar a se tornar uma moça vibrante e alegre, mas que parece que terá que enfrentar mais um grande problema em sua vida. Quando Becky era pequena e teve câncer, Chris e ela inventaram um conto de fadas, uma fantasia infantil que adquiriu vida e tornou-se um terrível, provavelmente fatal, problema. Agora, Chris, Becky e Miea (a jovem rainha da fantasia criada por pai e filha) terão que desvendar um segredo: o segredo de por que seus mundos de fantasia e realidade se juntaram neste momento. O segredo para o propósito disso tudo. O segredo para o futuro. É um segredo que, se descoberto, irá redefinir a mente de todos eles.A menina que semeava é um romance de esforço e esperança, invenção e redescoberta. Ele pode muito bem levá-lo a algum lugar que você nunca imaginou que existisse. Uma fantasia que trabalha assuntos densos como a separação dos pais, oncologia infantil, separação de filha e pai, adolescência. A menina que semeava não é um livro sobre adolescentes comuns. É sobre uma que se deparou prematuramente com a ameaça do fim e teve de tentar aprender a lidar com ele. Skoob




Sobre a História e Minha Opinião

                "É preciso noite para surgir o dia."
Comecei a fazer essa leitura sem expectativas e sem saber o que me esperava, não li a sinopse, mas li algumas resenhas e fiquei com a impressão de ser um sick-lit, mas na minha opinião o que predomina aqui é a fantasia.
Achei a história um tanto confusa nos capítulos iniciais, tanto que reiniciei a leitura, e continuei perdida, mas segui adiante, e foi assim que aos poucos tudo foi se encaixando e a história foi sendo montada.  Então fica a dica: se você se sentir assim ao iniciar a leitura, insista, vá em  frente.

Tamarisk é um mundo de fantasia criado por Chris para sua filha Becky quando ela tinha 5 anos e passava por um momento angustiante na luta contra leucemia. Esse mundo era seu refúgio, onde tudo é possível e mal nenhum pode acontecer a ela, um mundo onde ela se encontra protegida.
Tamarisk é um mundo criado também por Becky, e totalmente diferente; da forma como uma criança imagina que o mundo pudesse ser: onde a cor predominante na natureza ao invés de ser verde era azul, e o ar tinha um aroma de chocolate e onde as pessoas podiam ouvir os pensamentos dos animais.
"Será que Tamarisk ia oferecer a eles algum lugar para escapar, fugir dessa realidade tão horrível?"
"A imaginação cria coisas infinitas."

Quando essa fase de luta passou, e Becky já estava com 10 anos, seus pais se separaram devido aos constantes desentendimentos.
Chris foi aos poucos perdendo a conexão com a filha, eles acabaram criando uma barreira entre eles evitando falar sobre o que aconteceu e porque aconteceu, e como ela se sentia ou o que ela achava sobre a separação... apesar de todos os esforços de Chris para tentar manter a relação com a filha como sempre foi, ele não conseguiu.
"A vida com Becky tinha sido um misto de descobertas instantâneas e pequenas pérolas de tempo.
O que me atraiu muito nessa história, foi a questão dela retratar o amor do pai, o seu sofrimento, sua preocupação e agonia ao ver que conforme o tempo passava ele 'perdia' um pouco mais do afeto da filha, que a cada dia eles se distanciavam mais. 
Estou acostumada a ler histórias onde o amor da mãe é que predomina, não tendo uma visão mais ampla do ponto de vista do pai, aqui é o inverso....e foi nesse ponto que a narrativa me ganhou.
"Para ele, ser pai era um gráfico cheio de marcos importantes...Simples necessidades biológicas dão lugar à interação, que dá lugar às brincadeiras, que dão lugar as conversar relevantes e assim por diante."
Mas aqui também rola aquele estresse do tipo: se eles falassem tudo o que tinham que falar, tudo seria mais fácil e resolvido, dá vontade de dar uns puxões de orelha neles.
Polly, a mãe de Becky, também é uma pessoa que não facilita em nada, nem a vida do ex e muito menos a da filha, ela não incentiva essa aproximação, achei ela bem egoísta.

Tamarisk ficou pra trás com a separação, Becky não queria mais inventar histórias, já estava crescida e o mundo fantástico criado pelo pai não condizia com sua idade, ela não precisava mais desse esconderijo, dessa válvula de escape.  
Na realidade, pra dar continuidade a esse mundo e essas histórias, pai e filha precisariam estar mais próximos, mais ligados, exigiria maior contato e comunicação entre eles, mas não era a vontade de Becky, ela queria quebrar esse elo.
Mas agora, aos 14 anos, o câncer deu sinal de retorno, e ela escondeu o máximo que pode, negando pra si o obvio, e escondendo dos pais os sintomas ameaçadores.
Numa noite na casa do pai, Tamarisk tornou-se de fato um mundo pararelo para Becky. Ela conseguiu uma conexão com Tamarisk e conheceu a princesa Miea( a parte dessa transição foi muito rápida, senti necessidade de mais detalhes pra passar por essa etapa).
E descobrimos que esse mundo está passando por um grande problema, uma praga vem destruindo tudo e ninguém consegue descobrir a causa. E agora, o que será de Tamarisk e todo reino? E quanto a Becky, passará ilesa a essa recaída? Será que existe alguma ligação entre a recaída de Becky e os problemas que Tamarisk vem enfrentando?

Um personagem que não posso deixar de citar aqui é Gage, que pra mim foi uma incógnita durante toda a narrativa, mas ao terminar a leitura, tem uma ressalva do autor onde ele diz que cada leitor fez uma interpretação da história, então eu parei e pensei e fiz a minha. 
"Só precisava de imaginação e convicção..."
A história é narrada transitando entre cenas envolvendo a realidade de Becky e todos que a cercam e o mundo pararelo de Tamarisk.
Essa é uma história emocionante sim, pelo fato de sentirmos toda a dedicação de Chris em fazer o melhor para a filha, mas a parte do drama fica mais para o desfecho mesmo; então não foi uma leitura 'pesada', que me deixou com o coração apertado o tempo todo, foi uma história bonita com um final encantador.
Não deixe de fazer essa leitura.
"Essa história foi tão inesperada, tão profundamente enriquecedora..."
"Nada é exatamente como a gente pensa..."



Beijos e até mais!!!

49 comentários

  1. Oi Paty!
    Quando recebi esse livro nem iria ler de imediato, mas o peguei na mão pra apreciar a capa linda, e quando vi já estava lendo, sem conseguir parar. O início é tão diferente, com várias cenas disconexas sendo mostradas que fiquei curiosa em saber onde aquilo iria dar, me surpreendendo positivamente. Assim como você, gostei muito de ver o ponto de vista do PAI, normalmente pouco explorado na literatura. Também fiquei encantada e emocionada e recomendo a leitura.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  2. Oi Paty :)

    Esse livro não me atrai tanto assim acho que é porque a sinopse não me atraiu e as impressões das resenhas que li não iriam me agradar hahaha, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  3. Talvez pelo fato de eu não ter um convívio com meu pai, eu até me emocione ao ler esse livro.
    Eu leria. Gostei da sua resenha.
    Quem sabe você não resolve fazer um sorteeeeeeio e eu sou presenteada, né? rs. Meu aniversário é dia 17, quem sabe esse sorteio não vem logo, rs;

    M&N | Desbrava(dores) de Livros

    ResponderExcluir
  4. Parece ser bem interessante. Eu cheguei a pegar esse livro para comprar na bienal, mas a fila estava tão grande que acabei desistindo :(

    abraços
    http://www.letrasdanana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha , fiquei com uma vontade imensa de ler o livro , parece muito bom ...

    Bjs

    http://simplesmenteanass.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia esse livro, mas fiquei interessada agora rs. Parece muito bom!

    Estou seguindo (:
    Beijos :*
    http://estudiodasamigas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oiii!!
    Apesar do livro não fazer muito meu gênero, quero muito dá uma chance a história e conhecer o Chris. A história parece mesmo se emocionante.
    Beijos

    Elidiane
    Leitura entre amigas

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bem?
    Gostei da tua resenha, aumentou ainda mais minha vontade de ler este livro.
    Ta na minha lista a um tempinho.
    Beijos.
    lainfinito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu adorei o livro. O amor de Chris por Becky é admirável, mesmo sendo de pai para filha. No começo também fiquei confusa, mas vale muito a pena terminar a leitura =)

    www.resenhasealgomais.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Paty, tenho o livro, mas ainda não o li.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  11. Oi Paty!
    Gostei do blog e já estou seguindo ;)

    Primeira resenha que leio desse livro e confesso que quando vi ele nos lançamentos da Novo Conceito não chamou minha atenção, mas depois de ler sua resenha fiquei curiosa, porque apesar de parecer ser um livro forte, ao mesmo tempo parece ser belo e encantador.
    Beijo

    http://allmylifeinbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá, desde que lançaram esse livro que estou
    com vontade de ler, gostei muito de sua resenha
    e dos quotes, mostrando como é a leitura,
    espero poder ler logo,
    bjs

    Love Books

    ResponderExcluir
  13. Que resenha linda!
    E que quotes perfeitos
    Com certeza vou ler sim!
    Não imaginava que era tão bom
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  14. Eu queria muito ler esse livro desde o lançamento, mas acabei adiando, até ontem quando entrei na livraria e saí com ele em minhas mãos! \o/ Estou mega ansiosa para começar a leitura! ^^
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  15. eu não tinha me interessado pelo livro, mas depois que o conheci um pouco mais pude perceber que será uma agradável leitura
    a vida de Becky dará uma mudada com esse conto de fadas, é muito bonito ver a luta do pai para criar um ambiente melhor para a filha doente!
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Pelo que entendi é um sick-lit cheio de fantasia??
    Hum, agora acho que vou amar.
    Essa é a primeira resenha que leio deste livro. E posso garantir que me conquistou.

    Com certeza lerei em breve!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá! Tudo na paz do nosso grandioso Deus? Acho a capa desse livro linda, a história também é bem interessante, a sinopse deixa o ar de curiosidade. Vi que você recomenda esse livro, parece ser bem legal.
    Beijocas! Fique com nosso grandioso Deus! <3

    http://hey-mygod.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. parece ser bem legal esse livro! já vi também em v´parios blogs e: quero um livro desses, to até participando de sorteio por ai...

    Beijos!
    Delicada e abusada
    Loja - venha conhecer

    ResponderExcluir
  19. Me pareceu um ótimo livro, mesmo com o começo um pouco confuso. Acho que é isso, sua resenha está ótima, gostei bastante dos quotes que você separou, até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Adorei a resenha, mesmo tenho um inicio confuso como você disse me pareceu um ótimo livro, gostei muito dos quotes. Até mais.
    http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Não li muitas resenhas sobre esse livro, mas já estava interessada em lê-lo desde o seu lançamento. Gostei de saber que temos a perspectiva do pai, já que como você citou, ela não é muito utilizada.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi, Paty! Tenho lido resenhas super positivas sobre esse livro, infelizmente ainda não o li. Bom saber que gostou! ;)

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  23. Eu sempre achei essa capa linda e a sinopse bem interessante, mas confesso que tenho medo de começar a ler e me cansar e até mesmo me confundir um pouco e acabar largando a leitura.


    Beijos.
    http://tamigarotaindecisa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. A capa é linda e pelo o jeito a história tbm...
    Estou looouca para iniciar a leitura desse livro...
    Parabéns pela bela resenha
    Beijokas, Brubs
    Livros de Cabeceira
    @IWannaRuffles

    ResponderExcluir
  25. desde que vi esse livro com essa capa linda fiquei com vontade de ler, e agora lendo sua resenha, achei a história emocionante, já está na lista de próximas leituras!

    http://www.lostgirlygirl.com/

    bjos

    ResponderExcluir
  26. Senti vontade de ler esse livro desde a primeira vez que vi só porque a capa é linda *-*
    Não sabia nada da história, e agora que sei quero mesmo ler, parece bem interessante! E bom saber com antecedência que o começo não faz sentido xD O livro que estou lendo agora teve um começo que não entendi, e realmente voltei pra ler de novo, é triste que a gente pensa que o problema está na nossa leitura kkkk Adorei a resenha!

    Beijos :*
    www.tainahrodrigues.com
    fantasiandocomoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  27. Olá, tudo bem?

    Belíssimo post!
    é sempre bom passar por aqui, gosto de apreciar as coisas que você escreve, sinto falta de visitar seu blog.Eu ando tão sem tempo :(


    Desculpe meu sumiço, a faculdade está me consumindo =p


    Vou deixar uma frase aqui que acho muito bonita como um presente para vc:


    "Tem gente que tem esse dom.
    De ser feliz e querer cultivar o sorriso alheio."

    |Caio F. Abreu|


    Um grande beijo!

    ;**

    www.gabs-13.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Oi Paty :)
    Eu fiquei encantada por esse livro por conta da capa. Ainda não comecei a ler, mas é algo que farei em breve. Gosto de fantasia, embora não seja meu gênero preferido. e como ele é emocionante com certeza irei adorar. Fiquei bem empolgada com sua resenha e espero poder ler ele ainda esse mês.
    Beijos
    http://www.coisasdemeninasarteiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Quero ler este livro, mas ainda não o tenho :(

    Ótima resenha ^^

    Bjus.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Achei a proposta do livro linda, mas não sei se leria o livro, já que não faz muito o estilo do que gosto, mas às vezes as pessoas se surpreendem.

    bjos

    Pah


    Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
  31. Nahim...apesar do começo meio tortuoso, quero ler esse livro logooooooo...Na verdade a Novo Conceito lança cada mês um livro melhor que o outro e quero sempre ler mais e mais e fico perdida em qual próximo livro ler. kkkkkkkk
    Beijos!
    Paloma Viricio-Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
  32. Já ouvi falar desse livro, parece ser bom.
    Parabéns pela resenha :)

    beijos.
    www.deep-luv.com

    ResponderExcluir
  33. Adorei a sinopse do livro e adorei sua resenha. Muito interessante: uma mistura de sick lit com literatura fantástica e drama. Tem que ser um escritor completo para ser capaz de fazer toda essa mistura. Não sou muito fã de sick lit, mas o livro me conquistou pela forma como o pai usa a fantasia para tornar o mundo conturbada da filha em algo mais suave.

    Parabéns!!!

    Adriana Medeiros - minha Velha estante
    minhavelhaestante1.blogspot.com

    ResponderExcluir
  34. Apesar de eu não ler muito esse tipo de livro fiquei curiosa.

    ResponderExcluir
  35. Ai, que resenha perfeita! Simplesmente amei a história, ainda não tinha ouvido falar ou visto ele, e para se sincera a capa não me chamou muito atenção,me deu a impressão que eu não gostaria do enredo, mas a sinopse e resenha me convenceram do contrário!
    Amei o blog, flor. Estou seguindo. Queria te convidar para conhecer meu blog,será muito bem vinda lá!
    Beijos,
    Scar.
    http://wonderlandmundodoslivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  36. Oiee Paty
    Quero muuito ler esse livro, parece ser maravilhoso. A capa dele é linda demais ♥ me lembrou um pouco da Avril Lavigne e da atriz do filme Oz mágico e poderoso..rsrs
    MilkMilks
    DM
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  37. Paty!
    É o próximo livro que vou ler, já estou com ele na mão...
    Amo literatura fantástica e espero que essa leitura me transporte para Tamarisk...
    A resenha está ótima!

    Fiquei muito feliz em receber sua visita no blog e vim aqui agradecer, muito obrigada!
    Volte sempre que puder, aguardarei!

    Desejo um final de semana de descanso e um mes iluminado!!
    Paz e muita luz!
    cheirinhos
    Rudy
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  38. Gostei da resenha e a parte de incentivar a leitura acho isso muito importante,
    eu leio muita resenha antes de comprar o livro e me baseio em algumas informa
    ções.
    bjs
    Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  39. Adorei sua resenha, quero muito ler esse livro! *-*

    Bjs
    de-livro-em-livro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  40. Oi,
    Gostei de saber que o livro foca no amor paterno, são poucos livros que li que tem essa característica. Não sei, mas o livro não me despertou o interesse no momento, quem sabe no futuro.
    bjs

    entrepaginasesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  41. Tinha ouvido falar do livro, não achei lá essas coisas, mas sua resenha me fez mudar de ideia completamente. Completamente mesmo!
    Achei a resenha super legal e essa estória de mundo real/imaginário tipo Coração de tinta. Na lista de desejos já!

    Beijos.
    Laury.

    ResponderExcluir
  42. Quero muito ler este livro, só tenho lido coisas boas sobre o livro.
    Abraços

    http://reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  43. Estou maluca para me emocionar com este livro, ele parece ser bem especial, daqueles que te deixam com vontade de sorrir e chorar ao mesmo tempo, não vejo a hora de ler meu exemplar.

    Beijoks, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  44. como eu estou louca pra ler esse livro o/
    kkk li muitas resenhas, e a capa é muito chamativa, amei sua resenha
    acervo-de-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  45. Oi Paty!
    Eu adorei esse livro!
    Também fico nesse estresse, quando os personagens não falam tudo que precisam dizer uns para os outros! Estou me sentindo assim agora com "A improvável jornada de Harold Fry". A vida seria bem mais fácil se as pessoas fossem sinceras, né!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  46. Essa coisa de um mundo paralelo parece bem confuso e acho que o exercício de leitura que voce fez de voltar um tiquinho e começar de novo é válido. Eu ainda não li esse livro, ele está na minha lista de leituras na verdade rs

    É uma história que parece muito bonita mas como saí de outros livros com esse viés, estou esperando passar a ressaca literaria rs

    (desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  47. Estou com esse livro aqui e muita vontade de ler

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  48. Oi Paty!
    Foi ótimo visitar seu espaço e ler sua resenha. Acredito que este livro será minha próxima leitura.
    É complicado quando inicialmente, a história parece confusa. Confesso que não me agrada muito. Mas como você disse que depois tudo passa a fazer sentido, não desistirei.
    Pensei que a história em si fosse mais dramática. Porém, pelo o que você disse, o drama praticamente acontece no desfecho.
    Enfim, gostei de saber sua opinião.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  49. Tenho muita vontade de ler esse livro <333

    Bjs
    de-livro-em-livro.blogspot.com

    ResponderExcluir

Não deixe de comentar,a sua opinião é muito importante. Agradeço a sua visita.


Leituras da Paty - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥