17 janeiro, 2017

Resenha Raio de Sol



Autora: Kim Holden
Editora: Planeta
Páginas: 448

Raio de Sol foi o livro escolhido pelos seguidores pra começar 2017. Todas as indicações foram com muitos elogios,  então mesmo sem querer as expectativas estavam altas.  
Até  a página 100 estava me sentindo um pouco frustrada porque até então nada de tão incrível, envolvente ou impactante havia acontecido. Mas foi exatamente na página 102 que as coisas começaram a mudar.

Viciada em café e música, Kate acabou de chegar a Minnesota para frequentar a faculdade que tanto sonhou. Após conseguir uma bolsa cobrindo todas as despesas da faculdade, com alimentação e campus incluído ela vê a chance recomeçar sua vida.
Na cidade nova, ela logo faz novos amigos, arruma um emprego e sempre encontra uma forma de despertar o melhor das pessoas.

Gus, seu melhor amigo desde a infância, é músico e no dia que ela se mudou ele caiu no mundo com sua banda que estava prestes a lançar um álbum. Mas todos os dias eles se falam por telefone ou Skype, é nele que ela encontra o apoio que precisa, é nela que ele encontra sua inspiração. A relação deles é especial, e vamos gradativamente entendendo isso e sentindo o amor que existe entre eles.

Keller também está na universidade e trabalha no café frequentado por Kate, e assim como Kate ele guarda um segredo.

E aqui termina minhas considerações sobre o enredo em si, porque o que vai fazer você se envolver de forma avassaladora com essa história, com Kate, Gus, Keller e cada personagem secundário são os pequenos detalhes, cada descoberta é singular.

Kate é simpática, extrovertido, espirituosa, carismática, desencanada e otimista como poucos, não é a toa que seu apelido é raio de sol.
A narrativa é feita em primeira pessoa e alternada entre dois personagens: Kate e Keller, sendo predominantes os capítulos de Kate e sendo Gus um personagem de extrema importância nessa trama. Os  capítulos são  curtos e fluidos. 
Acredito que pra quem curte muito e entende de música, todas as referências e bandas citadas sejam relevantes.
Todos os personagens são bem construídos,  tanto os protagonistas quanto os secundários são envolventes, carismáticos, convincentes, bem caracterizados, agradáveis, divertidos.  É incrível como o simples fato dessa parte ser bem trabalhada faz todo diferencial na leitura, e colabora pra que a trama seja única.
Shelly, Clayton, Pete, Duncan são mais alguns personagens e amigos que fazem parte do dia-a-dia de Kate.
O enredo se desenvolve trazendo mistérios relacionados ao passado da protagonista, e isso é estimulante e impulsiona a leitura. A autora é sábia ao fazer esse joguinho, não deixa nada escapar, então até que ela decida o momento certo, nada é revelado. 
Essa é uma história emotiva, triste, que deixa uma mensagem que pode mudar a forma como você age diante de situações boas e ruins. Mas não é uma história melancólica, você vai derramar lágrimas sim, mas até isso acontecer você vai se divertir e aprender muito com Kate.
Trazendo no enredo temas como homofobia, bulimia, aborto, síndrome de Down, Raio de Sol é um YA que realmente me ganhou, não tem nada que o torne entediante ou cansativo com as mesmices que encontrei em outros livros do gênero, e todo mérito é por conta do brilho de nossa sábia protagonista. 
Trata-se de uma série, mas essa leitura tem começo, meio e fim, nada fica em aberto. Só fica mesmo aquela curiosidade de saber mais sobre alguns personagens secundários, e é exatamente sobre eles os próximos livros... espero que sejam lançados por aqui.


Avaliação:


A Autora: 
Kim Holden estreou na literatura em 2013, com o romance juvenil All of it, e conquistou milhares de fãs com Raio de Sol, publicado nos EUA em 2014 sob o título Bright Side. Casada e mãe de um garoto, mora em Denver, no Estado americano de Colorado, adora andar de bicicleta e é apaixonada por café gelado e música – seus livros têm influências de bandas como The Cure, Sunset Sons e Teenage Bottlerocket. A sequência de Raio de Sol, publicada em 2015 nos EUA sob o título Gus, também será editada pela Planeta no Brasil.





7 comentários

  1. Raio de Sol é maravilhoso! Eu chorei tanto ao ler esse livro e fiquei muito abalada com os acontecimentos dele, mas é uma leitura que super recomendo a todo mundo. Amei!
    Beijo, Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  2. eu ja tinha visto o livro por ai, mas não tinha visto uma resenha dele, gostei do enredo e mais ainda de saber que mesmo sendo série tem o final fechadinho como eu gosto
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Paty lindona li muitos elogios a esse livro, o que mais me chama atenção é a forma que a protagonista encara a vida e seus problemas, sendo sempre alegre,positiva e como diz o título um raio de sol por onde passa e, mesmo sabendo seu destino. Com certeza esse livro já está em minha lista de leitura. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  4. Oie
    Ainda não tive a oportunidade de ler a história, mas só em você dizer que os personagens são bem construídos e que a historia é triste e emotiva, já me faz querer ler.
    Ótima resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Tenho muita vontade de conhecer a história de Raio de sol.
    A personalidade positiva da protagonista, o fato de ter mistérios relacionados ao seu passado, o relacionamento dela com o melhor amigo que parece ser muito especial, tudo isso me deixa ainda mais curiosa para ler.
    Com certeza entrou para minha listinha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Amiga só leio elogios a esse livro e com certeza ele já está na minha lista de desejos para 2017.
    Gostei demais das suas impressões e da forma como você organizou seu texto, sem liberar spoiler. Sobre a postura da protagonista em seu a luz na vida daqueles com quem encontra e semore tentar ver o lado positivo das coisas, confesso que lembrei de outra personagem inesquecível que conheci na minha pré-adolescência Poliana de Eleanor H. Porter. Conhece???
    Enfim parabéns pela leitura. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  7. Eu sou manteiga assumida, portanto não tenho vergonha em dizer o quanto eu chorei com esse livro, adorei a narrativa jovial, mas a autora tem o dom de arrasar os corações. Livro lindo. Bjkas

    ResponderExcluir

Não deixe de comentar,a sua opinião é muito importante. Agradeço a sua visita.


Leituras da Paty - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥