14 julho, 2017

Resenha Casada Até Quarta

Autora: Catherine Bybee
Editora: Verus
Páginas: 196
Wife by Wednesday, título original de Casada até quarta, é o primeiro livro da série Noivas da Semana, um romance contemporâneo composto por 7 livros, dois já lançados, o terceiro saírá no final de julho e o quarto em agosto. Então não teremos problemas de ficar aguardando um vida pra concluir a série, ponto pra Verus.

Blake, um homem de negócios, com título e riqueza, conquistou a reputação de pegador que não se apaixona. Precisando  se casar urgentemente para não perder a fortuna do pai e o título, optou por fazer um acordo que beneficiasse os envolvidos e não destruísse sua fama, ao final do prazo de um ano cada um seguiria seu rumo, seria perfeito...#SQN.  
Tudo o que ele precisava era encontrar uma mulher que topasse o acordo matrimonial e que ele não sentisse a menor atração. 

Samantha Eliot, ou Sam Eliot, é  empresária no ramo de 'compatibilidade e plano de vida', e possui uma agência de casamento. E é ela a responsável por realizar uma entrevista e encontrar aquela que representará  com realidade o papel de esposa do duque.
Ele só não imaginava que Sam Eliot, fosse na verdade o apelido de Samantha e que ele tivesse que lidar com uma mulher de voz sedutora e capacidade singular de lhe tirar o rumo  para 'encontrar a esposa perfeita para seus objetivos'.
Tudo tinha que ser muito bem feito e convincente, afinal, os advogados precisavam ficar satisfeitos. Sam não podia falhar nas indicações e escolhas das candidatas que não poderiam ter o sonho de se tornar duquesa e muito menos cair de encanto pela beleza do duque.

A tarefa que parecia fácil se complicou quando Blake achou as candidatas perfeitinhas demais e fez uma proposta irrecusável à empresária.
Com uma irmã doente e internada numa clínica particular, Samantha precisava fechar o acordo, com a renda ela se livraria da pressão financeira.
O casamento por conveniência aconteceu, agora tudo que precisavam era manter o autocontrole, não se apaixonar e não romper a barreira do limite estabelecido.

Mas manter esse casamento sem que descobrissem que era de fachada não seria fácil: a ex do duque não aceitou  perdê-lo repentinamente, e o primo de  Blake que seria beneficiado com a fortuna e título se o casamento fosse um  fracasso estava atento a qualquer deslize.

Apresentei o casal da trama e o problema que a impulsiona, mais do isso o livro vai perder a graça pra vocês, já que se trata de uma história bem objetiva.
Existe química entre o casal, o entrosamento é convincente. A descrição dos personagens não é cheia de detalhes, mas trouxe o essencial para que a história funcionasse comigo.
O enredo é em terceira pessoa, os capítulos são curtos, a escrita fluida, a história ágil, sem se aprofundar nos fatos, sem complexidade. É verdade que tem situações que poderiam ser desenvolvidas e trazer mais conteúdo significativo pro texto, no entanto ele cumpre a função de trazer uma leitura agradável para algumas horas.
O título assim como  a capa é condizente com a história, já que as negociações começam em uma segunda e até quarta Sam espera ter encontrado uma esposa para Blake.

Os pontos que ressaltei não chegam a ser negativos, são mais especulações que todo leitor faz, no meu ponto vista a autora cumpriu o propósito de trazer uma história sucinta, com desenvolvimento rápido, sem enrolar  no esclarecimento dos fatos mas cativante e atraente. Dei apenas 3 estrelinhas por não ser aquele enredo mirabolante, marcante, enigmático ou cheio de engenhosidades.
Vocês notaram que eu disse ali em cima que trata-se de um romance contemporâneo, então vocês não vão encontrar altas cenas hot no desenrolar da obra, tem sim uma descrição muito singela, nada explícito, muito distante de 50 Tons.
É leitura pra uma sentada, um dia chuvoso, um domingo a tarde, sair da ressaca literária quando não se quer algo cheio de articulações.



Avaliação:

A Autora

Catherine Bybee foi criada no estado de Washington, nos Estados Unidos. Depois de se formar no ensino médio, mudou para o sul da Califórnia na esperança de se tornar atriz. Após se entediar de tanto trabalhar como garçonete, voltou a estudar e obteve o diploma de enfermeira, tendo passado a maior parte de sua carreira trabalhando no pronto-socorro. Atualmente ela é escritora em tempo integral e mora com o marido e os dois filhos adolescente no sul da Califórnia.


5 comentários

  1. eu tenho acompanhado mais da série e curti a proposta despretensiosa da autora
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da resenha. A história parece ser muito intrigante, foquei super curiosa pra saber que histórias são essas que se interligam no triste ocorrido com a menina.

    ResponderExcluir
  3. Me parece mesmo um livro mais leve, uma leitura mais descompromissada, como você mesmo destacou. Eu sempre me pego pensando no quanto esses livros tem uma fórmula já bastante usada, mas que sempre - ou quase - funcionam muito bem!

    Dois abraços.

    ResponderExcluir
  4. Oi.

    Já estou me programando para ler este livro. Com tenho outras leituras para realizar, estou sem tempo para ler este. Espero gostar dessa série.

    ResponderExcluir
  5. Oi Paty, a unic defeito nesse livro para mim são as poucas páginas. Li tão rápido e oi tão legal, estou ansiosa pelos próximos dias... Bjs

    ResponderExcluir

Não deixe de comentar,a sua opinião é muito importante. Agradeço a sua visita.


Leituras da Paty - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥