29 setembro, 2017

Destaques Especiais de O Garoto Quase Atropelado


Quando o refrão da música explodiu, todos cantamos a pleno pulmões, e era como o nosso hino – o hino dos corações partidos, dos adolescentes perdidos atrás de um propósito ainda desconhecido...







Tuuum!!!!!!!! Boooom!!!!!!!!!

Não pensem vocês que só o garoto foi quase atropelado... ele e seus três amigos trouxeram grandes Destaques Especiais a partir do atropelamento que impactaram minha leitura.
Suponhamos que exista um livro em que a narrativa além de provocar muitas imaginações é extremamente visual e audível... Conseguiram conceber? Pois este livro existe e ele foi escrito por Vinicius Grossos. Não irei resenhar novamente a história, porém, quero nesse post explanar nas entrelinhas os destaques que estão presentes na história, pois acredito que o escritor espera que consigamos ler muito além da forma natural existente. Que possamos então realizar uma leitura que transponha as palavras e nos faça enxergar todos os pontos em que encontraremos dicas literária e também cinematográfica... aahhh e é claro, não posso esquecer a trilha sonora! E se vocês perceberam, sou uma pessoa que respira e vive música. Apenas acredito que a vida com referências musicais sempre será melhor vivida e curtida, sem contar as lembranças que as músicas irão nos remeter por toda nossa vida.

Incontáveis músicas embalaram os momentos de reflexão, alegria, farras e até mesmo os tensos e sad encontros e desencontros na vida do Garoto quase Atropelado e de seus amigos. Então, por que não conhecer alguns quotes ao som da trilha sonora que o escritor especialmente escolheu e separou para o livro?

Criei no Spotify uma playlist para não perder o vínculo com o livro e nesse momento quero compartilhá-la com você.


Som na caixa, leitores!!!!


Estar vivo e viver são coisas totalmente diferentes.
Penso o quão ruim deve ser viver em uma gaiola, seja ela do tipo que for; gaiolas físicas, gaiolas de sentimentos, gaiolas de alma. E, definitivamente, as gaiolas invisíveis que nos cercam, das quais muitas vezes nem ao menos temos consciência de que nos prendem, são as mais devastadoras.
Não me diga bom dia, por favor! Apenas me diga o que você pode fazer para o meu dia se tornar um bom dia. 
Quanto mais você veste uma carapaça, finge ser mais forte do que é, menos oportunidade para resolver o problema ou se tornar mais forte você tem.
O tempo gasto em fingir e agir como se já soubesse de tudo impede você de aprender.
Acho que a vida de todos é feita de coisas boas e coisas ruins. E, no final, quando as coisas ruins chegam e a gente se sente perdido e mal, as boas recordações servem para nos agarrarmos e tentarmos suportar.
Eu não quero partir corações... eu só quero um coração e que ele me queira também, e que cuidemos um do outro justamente para não nos partirmos.
Amigos podem ajudar em muitas coisas... mas, quando encontramos uma batalha real e íntima com a vida, só nós mesmos podemos enfrentar essa luta e nos salvarmos.
Aprendi que só é possível sofrer menos quando a gente aceita a dor, aceita falar sobre ela.


Um comentário

  1. que trechos lindos e uma trilha sonora pra lá de especial, encantada!!!!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Não deixe de comentar,a sua opinião é muito importante. Agradeço a sua visita.


Leituras da Paty - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥