27 dezembro, 2017

Resenha: Bela Gratidão

"Não pense no que vem depois, se ainda estamos fazendo o agora."
Editora: Galera Record
Autora: Corey Ann Haydu
Páginas: 432

Aviso! Espere de mim, talvez, supervalorização da falta de empatia com a leitura! Não conheço a autora e não havia expectativa, mas, algo ficou faltando, com certeza, entrementes não quero deixá-los desmotivados em ler, porque cada pessoa tem sua própria visão e impressão, e sim, todos nós já conhecemos essa verdade, mas vale a pena repetir sempre! Tendo esclarecido os pormenores, vamos à premissa de Bela Gratidão.

"Todas as coisas parecem pequenas porque o amor é a maior coisa que existe."
Montana tem 17 anos, mora em Nova Iorque com o pai, passa longas horas no parque observando e sendo observada pelo garoto que usa cachecol no verão e a fascina. Sua melhor amiga se chama Roxanne, elas se veem pouco. Sua irmã Arizona, grande elo em sua vida, estuda e mora longe. A mãe desapareceu deixando-as aos cuidados do ex-marido, que é cirurgião plástico. Ele é colecionador de namoradas e esposas, por conta da profissão, também cultiva o hobby de modificar o que enxerga como “defeito” em suas beldades amorosas.

Montana mora com o pai em um apartamento repleto da presença de sua mãe, irmã e madrasta. Há nela sentimentos confusos, solidão e carência. Na necessidade de ter referências de alguém para se espelhar, surge em sua vida Karissa, atriz de teatro, linda, sensível e com um magnetismo encantador, atraindo todos por onde passa. Apesar de ter 23 anos, sua nova amiga demonstra gostar e necessitar de sua companhia... Nas férias de verão, ao lado de seu pai e sua irmã, surge a sua porta uma visita que poderá dar início as demolições do castelo de crescimento e reformas na vida que Montana escolheu seguir. Que visita é esta? Mais uma nova namorada ou alguém do passado?
  
Em minha opinião, Bela Gratidão poderia me conquistar pela sua narrativa, pois seus monólogos em primeira pessoa têm leveza e rapidez, tanto que me surpreendia a cada avanço na leitura. Afinal, prosseguir em um livro com 432 páginas, sem nunca fechar as ideias mesmo sendo extensa, não foi fácil. No início, a trama logo se mostrou previsível e com personagens superficiais, trocando diálogos sem vida, repetitivos, e chorosamente alcoolizados. Se a fluidez do texto não cooperasse, não conseguiria ir até o fim, mas, ainda assim, ele não pôde “salvar” a história, pelas impressões de fraqueza e certa infantilidade que senti num todo.

Mesmo com tantas páginas, creio que faltou algo no fim, mas, sinceramente? Se o livro não me passou sua mensagem com tantos capítulos, o que mais eu poderia esperar para o final?
Achei broxante finalizar a leitura com estas certezas. Se ao menos não o sentisse oco, creio que já seria válido, porque provocações são coisas que aguardo sempre de um livro, mesmo que não aprecie. Afinal, para mim, livros foram feitos para chocar, revoltar, sacudir, nos apaixonar perdidamente com suas experiências e mudanças. Livros foram feitos para abrir portas viscerais em nossa mente. Livros também não foram feitos para serem abandonados. Eu já abandonei diversos pelas mesmas causas, mesmo sabendo que livros nascem a partir de um trabalho árduo mental e físico... Mas, Bela Gratidão, definitivamente apenas passou por mim, aumentando o número de lidos e só.



Avaliação:


A Autora




Corey Ann Haydu, autora de Uma História de Amor e TOC, Life By Committee e Making Pretty e seu próximo livro de estreia Rules for Stealing Stars. Se formou na NYU’s Tisch School of the Arts e The New School’s Writing for Children MFA program.Corey mora no Brooklyn com seu cachorro e namorado.











22 comentários

  1. Hum... Esse vai passar longe então... RS RS

    ResponderExcluir
  2. Que pena que esse livro não foi marcante. Concordo que a história tem que nos tocar de alguma forma, mas infelizmente émoé muitos títulos superficiais ultimamente, li alguns ano passado e fiquei me perguntando se eu tinha perdido meu tempo. Enfim parabéns por vencer as quase 500 páginas de um livro que não te fisgou. Mais sucesso das próximas vezes!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  3. A sinopse me pareceu tão interessante... Será que é mesmo tão ruim assim? kkkkkkkkkkkkkkk Bom, só lendo para saber, não é?

    ResponderExcluir
  4. Oiii tudo bem?
    Eu tenho muita vontade de ler esse livro e fico triste quando lemos um livro e ele se torna apenas mais um na nossa estante e vida, pena que para ti tenha sido dessa maneira, mas pretendo futuramente arriscar e saber se irei gostar.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Já vi algumas resenhas desse livro e apesar da capa linda, quase todos concordam que o livro deixa a desejar, uma pena. Eu particularmente abandonaria a leitura rsrs.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Pela sinopse me pareceu um tanto confusa a historia,talvez porque ha uma mistura do romance e do drama que não foi bem sucedida,enfim,uma pena não ter sido uma Boa leitura.

    ResponderExcluir
  7. Oiee Eli ^^
    Nossa, fiquei chocada ao ler sua resenha e perceber que o livro não é, nem de longe, bom como parece. Ele não estava bem na minha listinha de desejados, mas é um livro que eu desejava ler um dia. Uma pena mesmo. Antes eu não conseguia desistir de livros, mas percebi que certos livros não adianta ficar tentando ler, não vou gostar mesmo...haha'
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br/2018/01/underground-airlines.html

    ResponderExcluir
  8. Finalmente alguem que compartilhe da minha ideia AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA esse livro tem a personagem mais sem sal e influenciável da história, meu deus! A unica coisa que me chocou foi a amiga tóxica e mentirosa dela, escondendo o romance com o pai... No mais, não me acrescentou em nada, infelizmente.

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    A sua é a primeira resenha negativa que leio desse livro. Pelo que me lembro, todos os outros leitores adoraram essa leitura e indicam demais. Eu fiquei bastante triste por você ter achado a trama broxante, mas continuo desejando essa leitura e espero fazê-lo esse ano ainda.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bom?
    Não conhecia o livro tão bem ainda, apesar de já o ter visto por aí. Uma pena que a leitura não foi de seu agrado, pelos pontos ressaltados por você, acredito que também não gostaria muito. Histórias superficiais não me atraem tanto. Adorei a resenha.
    Até mais o/

    ResponderExcluir
  11. Tinha até despertado a minha curiosidade quando li o garoto do cachecol, me lembrou de um dos livros da minha diva Ana Beatriz, mas só, porque lendo a resenha, não me animei a ler não, desanimei total. Parabéns pela sua sinceridade, são poucos que a usam em resenhas.

    bjs

    ResponderExcluir
  12. Oiii Elienae

    Uma pena que o livro foi essa tremenda decepção, há livros que às vezes são ruins ou sem sentido e acabam se "salvando" no final, deixando um gosto agridoce. Agora quando nada se salva fica complicado mesmo. A capa ficou fofinha ,as pelo visto se resume à isso, capa bonita. Uma pena de verdade.

    Beijokas

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  13. Gostei tanto da sinopse, mas sua resenha me desmotivou em lê-lo.
    Acho que um liro precisa nos marcar de alguma forma, seja positivamente ou negativamente!

    ResponderExcluir
  14. Oi Elienae, que chato mulher... É horrível quando um livro só acrescenta páginas, se pelo menos tivesse um algo mais né, poderia valer a leitura.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  15. Olá,

    Pela sinopse o livro parece trazer uma história maravilhosa, mas fiquei extremamente com a sua experiência com a obra, tomara que a sua próxima leitura seja melhor do que essa! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não li esse livro, mas quero muito ler. Achei uma pena que o livro tenha te decepcionado tanto. Concordo com você que os livros devem despertar emoções em quem lê e não apenas passar batido. Porém, acredito que um mesmo livro pode causar impressões diferentes em cada leitor.
    Espero ler em breve e descobrir o que vou sentir com essa leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Eu também recebi esse livro e passei pra frente, porque olha, de belo tem nada aí hahaha.
    Acompanhei uma amiga lendo e era cada barbaridade que eu revirava os olhos na hora, realmente esse livro é mto sem noção

    ResponderExcluir
  18. oi Elienae.

    Que pena que a história deixa a desejar. Eu estava um pouco curiosa, mas você não é a primeira que dá uma opinião negativa dele. Não descarto a leitura caso aparecça uma oportunidade, mas também não está na lista de desejados.

    Bjos

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Eu li Uma História de Amor e TOC da mesma autora e tive a mesma sensação que você descreveu: uma boa narrativa em uma história sem graça. Pelo jeito esse é o estilo da autora então. Vou passar esse.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  20. Olá, não conheço a autora e a obra e após ler a sua resenha fico me perguntando se vale a pena realizar a leitura... Já li alguns livros onde acho a história maravilhosa, mas a narrativa não é muito boa e vice versa, é frustrante, mas acontece né?

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  21. Oie, tudo bem?!?! Concordo plenamente com você quando diz que cada um precisa ter sua impressão sobre as leituras, mas quando olhamos uma livro de 432 paginas que teoricamente deixa a desejar no final, acaba por nos desanimar.
    Deixarei a dica anotada para quem sabe um dia vir a me encontrar de fato com ele.
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Olá Elienae,

    Amei a sua resenha, ainda mais pela sua sinceridade. Todos as críticas que havia lido anteriormente sobre ele haviam me deixado meio confusa sobre essa leitura, mas minha vontade de lê-lo agora se reduziu a zero assim que soube que o final é ruim. Não estou afim de ler um calhamaço simplesmente para ficar sem um final satisfatório...

    Beijos e obrigada pela resenha...
    www.blogancoraliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Não deixe de comentar,a sua opinião é muito importante. Agradeço a sua visita.


Leituras da Paty - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥