05 fevereiro, 2018

Você Viu? Violet Evergarden


“A máquina que era um protótipo da máquina de escrever, foi inventada pelo dr. Orland, autoridade em tipografia. Sua esposa, Mollie, era escritora mas ficou cega e não pôde mais escrever. Ele criou a máquina de escrever para ela. O doutor a batizou de Autômata de Automemória. Agora, esse termo se refere à indústria de textos encomendados. Conhecê-la me fez lembrar de um sonho que eu quase havia esquecido...”

O texto acima citado nasceu dos pensamentos de uma das funcionárias chamadas de Autômata de Automemória. Elas são pessoas, não máquinas, que tentam captar e expressar por textos construídos por meio de uma máquina datilógrafa as emoções que pessoas não conseguem expor verbalmente ou até mesmo pela escrita. Aliás, muitas que procuram esse serviço não sabem ler e escrever, mas, todos nós temos esta necessidade diária de enviar um desabafo, compartilhar a dor e a alegria, um assunto profissional e também interagir saudosamente com alguém que se encontra distante.

“Cartas devem transmitir os sentimentos de alguém. Uma autômata ideal será capaz de decifrar os sentimentos da pessoa e expressá-los no papel.”

Mas, meu objetivo em compartilhar esse post é para lhes apresentar uma menina, até então, sem família, sem passado que ao findar da guerra é “adotada” por alguém da confiança de seu ex major. Violet foi uma excelente combatente que agiu e lutou durante toda a guerra. Só recebia ordens e as efetuava magistralmente. Entende de todas as regras e meios de sobreviver e lutar muitas batalhas. Porém, os tempos são outros, hoje ela carrega em seu coração uma busca e muitas interrogações, uma delas é conseguir compreender o sentido da frase “Eu te amo”, dita pelo Major antes de serem separados por um massacre que deixou no corpo da jovem uma peculiar evidência, que não lhe causa desconforto ou negativismo, ao contrário do que transparece na face das pessoas que a observam.
“Não seja uma ferramenta. Seja famosa como o seu nome.”

Nesse novo ciclo de vida e de dúvidas, Violet experimentará sentimentos antes escondidos pelas durezas que vivenciou, amadurecerá com os movimentos de surpresas, dores e alegrias nas relações humanas e se especializará como Automemória, reconhecendo-se em uma nova missão: agir com efeitos milagrosos, inundando as inúmeras vidas desconhecidas que se aproximam de sua emoção e sua máquina de escrever.

“Um dia eu quero escrever cartas lindas que também comovam as pessoas.”

Então, você viu? Se não, acesse Netflix e se emocione com mais esta série Anime baseado na novela escrita por Kana Akatsuki e ilustrada por Akiko Takase. Estão disponíveis 6 episódios, 24 minutos de duração, ainda esta semana (22/02), mais 1 e em março 5 serão liberados.

“Às vezes, uma carta pode ser curta e doce e expressar sentimentos importantes. Com ela eu aprendi o aspecto mais importante de ser uma autômata. Ela era uma garota estranha, com trajes de autômata que agia como um soldado... mas ela era uma garota incrível. E mudou a minha vida para sempre.”


9 comentários

  1. Humm.... Vou assitir... 😀

    ResponderExcluir
  2. Nossa até gostei da resenha, meu namorado está assistindo e mencionou a mim, mas não dei tanta importância. Acho que vou assistir pelo menos um pra ver se gosto.

    ResponderExcluir
  3. Não assisti ainda não, mas gostei muito de conhecer um pouco pelas suas palavras, vou procurar ele no netflix pra assistir e depois falo o que achei. Bjo

    ResponderExcluir
  4. Amei a frase sobre cartas...Não tenho Netflix, uma pena
    Gostei, muito legal.
    Blog ArroJada Mix

    ResponderExcluir
  5. Ainda não assisti essa série anime mas fiquei curiosa, parece ser uma trama muito sensível e com grande carga emocional.

    ResponderExcluir
  6. Não sou muito de assistir animes mas meu amigo meio que "me desafiou", então vou aproveitar a indicação, que por sinal parece ser super interessante, e assistir, hehe!
    Bjos, Marinspira <3

    ResponderExcluir
  7. Que ótima indicação, tendo um poco mais de tempo, quem sabe eu não assista no netflix! Gostei!

    ResponderExcluir
  8. Ainda não assistir, parece ser legal, vou indicar para minha irmã que gosta desse estilo.

    ResponderExcluir
  9. Parece ser legalzinho mas não curto muito animes.

    ResponderExcluir

Não deixe de comentar,a sua opinião é muito importante. Agradeço a sua visita.


Leituras da Paty - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥